Faz de conta.

by - julho 10, 2009


Faz de conta que nada mudou, faz de conta que o passado tornou-se presente e continua vivo dentro de mim. Faz de conta que ainda não acabou, que todos os dias eu posso acordar tendo a certeza de que você é o primeiro e o último pensamento do meu dia. Se eu soubesse que aquela seria a última vez que eu poderia te sentir completamente meu, se eu soubesse que ali seria decretado o fim da nossa história, se eu soubesse que nunca mais poderia sentir seu perfume.. não teria largado sua mão, nem teria dito adeus. Muito menos teria virado a esquina sem olhar pra trás. No meio da multidão, eu só enxergava você, e foi assim por muito tempo.

Parece que quando se está apaixonado a única visão que temos é de um faz de conta perfeito, um alguém milimetricamente projetado pra atender a cada necessidade nossa, e infelizmente, não é assim. Depois de descobrir que faz de contas não existem, passei a enxergar a verdadeira realidade. Aprendi que o erro não consiste no amor ou na paixão, e sim na ilusão. Criar expectativas sobre uma pessoa é a forma mais fácil de se decepcionar. Ninguém é obrigado a ser aquilo que você espera que ele seja, ninguém é obrigado a viver conforme seus mandamentos. Os corações são livres, as mentes também. As pessoas fazem escolhas, assumem riscos e encaram as consequências de frente.


"Esquecer é uma necessidade. A vida é uma lousa, em que o destino, para escrever um novo caso, precisa de apagar o caso escrito."

- Machado de Assis


Boa noite. ;*



You May Also Like

4 comentários

  1. Verdade Ana, concordo com você e com Machado! =)

    ResponderExcluir
  2. Belíssimo texto! Se vc é a autora, Parabéns vc escreve com profundidade! Mas se não é, Parabéns tb pela contribuição!
    Não conheço vc mas vc tem conteúdo e é oq importa! Abração!
    Amon Vasconcelos

    ResponderExcluir
  3. 'Os corações são livres, as mentes também'
    Está aí uma verdade incontestável! Mas creio que a vida é assim mesmo, um faz de conta infindo, um mar de ilusões e uma tempestade de desilusões, consequentemente. Só não podemos deixar de remar, né?

    Obrigada pela visita, adorei aqui ;)

    Um beijo ;*

    ResponderExcluir
  4. Amon, fui que eu escrevi sim. Todos os textos que eu publico geralmente são meus, e no final, coloco trechos de outros autores com os devidos créditos. Obrigada pelos elogios, volte sempre! Abraço!

    Carol, tirou as palavras da minha boca, concordo com tudo. Você escreve muito bem. Um beijo no coração.

    ResponderExcluir

Obrigada por chegar até aqui. Não vá embora sem dividir algo comigo.