by - julho 18, 2010


Foi chorando que eu, você e todos nós viemos ao mundo. São essas mesmas lágrimas que hoje regam nossas vitórias e derrotas. Ainda não conheci remédio mais eficaz para o alívio imediato da pressão emocional que a gente acumula. Quando algo cresce dentro de nós ao ponto de nos fazer sentir pequenos, quando descobrimos que as certezas que alimentávamos não passam de um talvez, quando tudo em que acreditamos nos demonstra a mesma fragilidade que depositamos neles, lá estão elas. Sem pressa em cessar, sempre calam e esperam. Talvez, nós sejamos muito mais do que um monte de tecidos, células, organismos.. a gente é um pouco lágrima também, um pouco silêncio, um pouco luz, um pouco não, talvez a gente seja muito... ou tudo!

You May Also Like

2 comentários

  1. no que parte ou no que fica há sempre um pouco da gente, ou muito. nos expressamos muitas vezes pelas lágrimas, mas nem sempre elas dizem a mesma coisas, nem se desprendem do fundo de nós pelas mesmas coisas. essa forma de se expressar é tão comum e ao mesmo tempo tão singular, que talvez não fale apenas de nós, mas que realmente seja nós, pois estamos inteiros ali, seja quando elas são de dores ou de alegria. tenho uma "teoria" particular: que sorrir independente de como estamos emocionalmente podemos sorrir mesmo até para disfarçar o que realmente sentimos, não digo com isso que o sorriso não seja sincero, digo que é muito mais fácil de abrir um sorriso (mesmo quando não sincero) do que chorar. algo de fora nos faz sorrir, nos provoca o riso (e como é bom sorrir quando algo ou algo nos faz sinceramente sorrir), mas o choro é algo que geralmente vem de dentro, mesmo em algumas situações algo de fora nos faça chorar, mas choramos o que vem de dentro, algo de nosso se desprende de dentro e toca o nosso lado de fora, desconfio que uma lágrima é a forma mais pura que nosso interior tem para sentir as coisas que vivenciamos do lado de fora, é a forma mais pura de nos por para fora, talvez por isso as vezes doa tanto

    todos textos que li são lindos, bom ter passado o finalzinho do domingo os lendo, parabéns

    beijo
    Ge

    ResponderExcluir
  2. em primeiro instante, parabens, segundo que bom que retornaste, em terceiro, acho que depois das lagrimas somente o silêncio

    ResponderExcluir

Não vá embora sem deixar sua marca no meu universo.