Eu, tú, ele, nós, vós, ELES!

by - julho 19, 2010



Shakespeare, em uma célebre e polêmica frase disse: "Em 95% dos casos, amizade é apenas fingimento". Como tudo na vida, essa não é uma regra geral, há exceções e não são poucas. Mas observe comigo: quantas vezes, ainda que lá no fundo, você já se sentiu traído ou abandonado por quem considerava um grande amigo? Muitas, presumo. Caso contrário, considere-se uma pessoa de sorte!
As amizades viraram relações afetivas extremamente superficiais, diria até comerciais. Reconhece-se um amigo hoje em dia por três mil depoimentos no orkut, intermináveis declarações de amor (nem sempre tingidas por um sentimento verdadeiro), pieguismo, modinhas, grupinhos, e tudo mais que possa caber num 'inho'. Pelo menos isso, os "grandes amigos para sempre" fazem certo, referem-se a si mesmo como 'inhos', no diminutivo, para mostrar (ainda que indiretamente) o quão minúsculos eles se tornam diante de algo tão sublime como a amizade.
Não existem lojas de amigos, eles não se alugam ou compram, e os poucos exemplares que se encontram estão preservadíssimos por quem realmente sabe lhes dar valor. O contato do ser humano com seus demais está bastante comprometido e se o preço que se paga por um pouco de autenticidade ao escolher amigos é sentir-se quase sempre sozinho, diria que o mal do século não é a solidão, como disse Raul Seixas, pois vejo poucos com uma certa consciência acerca do assunto.
Diria por fim, que os efusivos exemplares de amiguinhos da nova geração, mais cedo ou mais tarde se darão conta de que amizade de verdade a gente não escreve em depoimentos, não se demonstra em passar cola ou emprestar a chapinha e, acima de tudo, não é um contrato de compra e venda. Amizade de verdade a gente descobre ao longo do tempo com pequenas atitudes, firma buscando formas de se exercer com nobreza o papel que significa ser amigo e valoriza sobrevivendo aos desafios diários de se conviver com as diferenças que inevitavelmente existem entre os amigos.
Por isso, digo à todos aqueles que me aturam (coisa que não é fácil), àqueles que de perto ou longe estão em sintonia comigo, respeitam minhas opiniões e meu jeito anti-convencional de ser, à todos vocês o meu muito obrigada. Que essa data possa se repetir ainda muitas vezes como forma de reafirmar a minha profunda e inesgotável admiração por vocês.

"Amigo é coisa pra se guardar, do lado esquerdo do peito dentro do coração..."

You May Also Like

2 comentários

  1. 'Não existem lojas de amigos, eles não se alugam ou compram, e os poucos exemplares que se encontram estão preservadíssimos por quem realmente sabe lhes dar valor'

    Lindo texto, princesa :)

    ResponderExcluir
  2. gostei dessa reflexão a cerca da amizade ;)

    beijo
    G

    ResponderExcluir

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)