by - agosto 13, 2010

Ela sempre fez questão de manter uma distância confortável das pessoas, achando que isso evitaria sua dor e sofrimento. Inocentemente, descobriu que isso além de afastar os afins do seu convívio, também não foi capaz de manifestar a verdadeira proteção que ela esperava. Pela primeira vez, sentia-se pronta para conhecer o mundo, mas ainda tinha medo disso. Talvez aquela sensação durasse apenas alguns segundos, o que já era muito, diante da dureza que ela havia se tornado.
Foi aí que então, ela ouviu o silêncio se quebrar com o toque do celular. Ao atender, a surpresa maior daquele dia se anunciou justamente de onde ela menos esperava. Suspirou e teve certeza do que queria ao ouvir do outro lado da linha: "Eu te amo."
Desarmou-se e foi, desta vez, sem medo.

You May Also Like

0 comentários

Não vá embora sem deixar sua marca no meu universo.