Os anos dourados perderam a cor

by - agosto 23, 2010


A vida inteira eu quis entender as coisas. Entender porque o céu é azul, porque andar descalço faz mau, porque, porque, porque... Me deparei sempre no mesmo ponto de interrogação, mas não desisti. Minha artemanha de hoje é tentar entender os adolescentes, essa raça estranha da qual faço parte, mas confesso não integrar. Sim, pois se estivesse ao meu alcance escolher, nasceria numa época menos promíscua, menos turbulenta e menos rodeada de corações vazios. A modernidade nos trouxe uma falsa ideia de evolução que nos fez acreditar firmemente em coisas cada dia mais superficiais. Tratando-se da geração colorida, coca-cola ou como queiram chamar, só me resta lamentar pelos males que causam a si mesmos. Outro dia vi uma menina de 12 anos, (idade considera início da adolescência), comentando orgulhosamente no pátio colégio a sua enorme de lista de "ficantes", que iam de A a Z. Sei que não se deve julgar ninguém pela quantidade de amantes, amores ou afins, mas é inevitável perceber que ainda não era a hora disso acontecer. Aos 12 eu brincava de boneca, sonhava em ganhar a barbie fada e fazia cartinhas ao papai noel. Me pergunto onde foi parar toda a magia que envolvia esses anos...
Fico triste ao ver que hoje meninas doam seu corpo e sua mente antes mesmo de ter consciência do que eles significam, se comportam como máquinas, têm como ídolos Restart ou cine, mas nunca ouviram falar de Chaplin, Drummond. Vivem em busca de uma tal perfeição que parece ter se fundamentado em um corpo esculpido, rosto livre de imperfeições, enfim. E eu, no auge das minhas primaveras completadas me vejo ainda sonhando com o primeiro amor, com a realização profissional, com a felicidade, bucolizando a vida e "apreciando" os anos dourados.
A cada dia descubro apenas que sou um pássaro distante do ninho, relutante e talvez até insgnificante, mas que se recusa a viver a vida à margem da própria existência.

You May Also Like

0 comentários

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)