Solteiros, encalhados, desinteressados

by - agosto 15, 2010

Vivemos na era da pegação promíscua em que ninguém é de ninguém e todo mundo é de todo mundo. Eu te amo virou sinônimo de cumprimento e mede forças com o "bom dia, como vai?". Os mais otimistas dizem que o amor virou perda de tempo, que não vale mais apostar em ninguém, pois as chances de se sair bem são as mesmas de ganhar a mega-sena ou viajar para a lua. Mas, teimosa como sou, insisto em discordar.
Hoje é o dia mundial dos solteiros, uma data que é comemorada e repudiada ao mesmo tempo por milhões de pessoas. Mas o que estou dizendo? Comemorada? Como alguém pode comemorar o próprio fato de estar sozinho? Há os que acham isso uma maravilha, afinal, a solteirisse permite desfrutar com mais liberdade dos prazeres da vida. Mas também, depois de aproveitar de todas as formas, você chega em casa e deita na cama, talvez a euforia se converta rapidamente num anseio, numa urgência, na falta que faz ter alguém pra ligar e dar boa noite ou apenas para sonhar. Talvez, na melhor das hipóteses, você durma tão rapidamente que não lhe sobre espaço para pensar em como anda sua vida, se esse for o seu caso, sorte a sua. Comigo é o contrário, sob o travesseiro pesam as culpas, as ausências, as felicidades e, porque não, a espera do amor. Repousa sobre mais um dia a minha esperança e fé de que cada panela tem sua tampa, mesmo que enferrujada ou amassada, que cada coração compartilha de qualquer forma alguma coisa, mesmo que seja a solidão.
Feliz dia dos solteiros à todos que se sentem satisfeitos com seu estado civil atual, aos desinteressados ou aos que encontram nessa liberdade uma forma de viver em plenitude. Feliz dia dos solteiros também aos que, como eu, compartilham de uma doce espera pelo grande amor que nos fará passar batido por essa data algum dia, por esse grande amor que nos fará comemorar não mais o 15 de agosto, mas o 12 de junho.

You May Also Like

2 comentários

  1. Eu me sinto feliz por estar solteiro sim! Como você mesma disse, temos uma liberdade maior para os desfrutes, e odeio essa tal de pegação romíscua em que ninguém é de ninguém e todo mundo é de todo mundo.

    Beijos e Passa la ;DD

    ResponderExcluir
  2. Que linda maneira de escreve a respeito... Eu concordo com vc...!

    (*=

    ResponderExcluir

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)