Chega mais perto

by - novembro 21, 2010


Ei, vem cá, deixa eu penetrar no teu abraço. Não foge dos meus mimos, das minhas carícias, não foge do meu amor. Eu também já tive medo uma vez, eu sei que é bem mais fácil largar tudo. Mas eu também sei que as noites frias não compensam. A solidão não compensa.
Não vai pra longe de mim, não desvia o teu olhar confuso. Se aproxima, vem devagar como quem não quer nada e domina essa fera selvagem dentro de mim. Só não a aprisione, agarre. Ela só quer ser amada, como qualquer ser humano. Ela também tem bagagens, uma mais pesada do que a outra, mas por esse amor ela as tira. Por essa esperança ela deixa pegar fogo todo o passado, ela petrifica o presente, jogo o futuro pra escanteio. Porque pra ela só importa que você esteja perto, cabendo num espaço que te pertence e que te reconhece cada vez que seu passo calmo se arrasta pra perto dela. E que bate, bate como se vivesse numa festa se fim. Vem cá, chega mais perto, se permita. E me permita.

You May Also Like

2 comentários

  1. Oi Larissa.
    Teu texto é bem intenso muito legal.
    Gostei de te ler.

    Beijinho.

    Fernanda.

    ResponderExcluir
  2. Oiee!
    Lindo texto Ana. Simples,claro, e bem objetivo... Me indentifiquei em cada linha.
    Otima semana flor, bju tt.

    ResponderExcluir

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)