Ela lá e eu aqui, mas sempre próximas

by - maio 05, 2012

Hoje, no céu, está brilhando a maior lua dos últimos 18 anos. Alguns, provavelmente, não tirarão um minuto para olhar. Outros, enlouquecidamente, admirarão e farão pedidos, lembrarão de alguém, ficarão em silêncio, abraçarão, chorarão. Alguns transformarão a lua em texto, e é aqui que eu entro.
É possível que a segunda maior lua, depois da de hoje, tenha sido perto do meu nascimento, indicando uma nova fase, a que começaria com a minha vida. Hoje, da mesma forma egoísta, imagino que se inicia um outro ciclo. Não estou nascendo, morrendo (espero..), me formando, casando ou em nenhum outro grande momento clichê de rompimento, mas acho que, profundamente, no meu interior, é que está se dando uma grande mudança. Ou pelo menos é o que a lua de hoje parece me dizer. Que um novo tempo começa, que eu devo renovar minha fé, me renovar também. Talvez a lua não esteja me dizendo nada, esteja apenas brilhando imponente e bela, como de costume. E eu, só agora, finalmente, depois de tanto tempo, tenha percebido a importância de mudar. Talvez eu só tenha percebido e não ainda aprendido a colocar em prática, mas vamos lá, um passo de cada vez.
Espero que a lua esteja certa, se é que ela me disse o que eu acho que disse. Espero que nossa troca de olhares, nossa tentativa de adivinhar o que a outra estava pensando, tenha captado nossas reais necessidades. Dela, atenção e admiração. Minha, bom.. se eu ouvi bem o que ela disse, paciência e fé. O melhor está por vir.

You May Also Like

0 comentários

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)