Um outro conto qualquer de amor

by - setembro 22, 2012



Amor, talvez eu seja o fruto de uma dessas comédias românticas clichês, daquelas que nos fazem esquecer por duas horas o quanto a vida real é banal e pouco bonita; mas a vida com você não é real, porque é boa, boa demais pra ser verdade.
Como eu te disse desde o início (e olha só onde já chegamos), as coisas só dão certo se a gente vai se moldando um no outro, se olhando, se curtindo, tendo prazer nas conversas e nos silêncios, vivenciando juntos todo o clichê e dando a mínima juntos para a opinião dos outros.
Como são venenosas e ferinas as línguas dos outros né? Que sejam. O inferno é do lado de lá. Aqui a gente tá em paz, quietinho, sereno, dando o nosso melhor, tentando e acertando bastante.
Não tem coisa melhor do que saber que existe alguém que pensa em você com o mesmo carinho, que te deseja de volta todo fim de dia, que pensa em você involuntariamente e depois fica se achando bobo por não conseguir controlar o riso.
É amor, a gente se conhece. E tem coisa melhor do que intimidade? Há quem diga que o bom do amor é a paixão, o início do relacionamento, onde tudo são flores. Eu diria que os espinhos podem ser uma delícia nos lugares e horas certas. Porque não há nada mais sublime do que conhecer mesmo a parte ruim, a verdade nua e crua de alguém e, ainda assim, permanecer admirando e amando todas as suas pétalas, desejando seu perfume. Nada melhor que conhecer cada centímetro quadrado do corpo e da alma de quem você ama, saber dos desejos, fantasias e planos enquanto deitados se olham e se buscam. A multidão entrega que somos um só, o coração diz quietinho que é verdade, e aí todo mundo já sabe: somos a rosa que furou o asfalto, que quebrou o nojo, que trouxe a decência, a rosa que o Drummond falou. Somos nós, amor. E é assim que vamos continuar sendo: rosas, espinhos e muito perfume, que é pra ver se o resto do mundo aprende um pouquinho com a gente.

You May Also Like

1 comentários

  1. é muito aprendizado para se viver juntos por anos...

    muitos. =)


    bj meu

    ResponderExcluir

Não vá embora ainda. Divida algo comigo. E obrigada por chegar até aqui! :)