Contemplar

by - outubro 12, 2012

As palavras que não foram ditas repousam num recanto de paz e serenidade. Esperam, aguardam, preparam-se ansiosas e vibrantes pela sua vez de serem pronunciadas. Entre tantas e tantas, três andam sempre juntas e causam inveja nas outras pelo seu tamanho, força e imponência. Eu. Te. Amo. 
Não se desgrudam por nada e parecem aguardar impacientes o momento certo para serem liberadas. Mas são exigentes, querem amor em troca, querem sentir-se fortes, seguras, movidas por algo que elas não sabem explicar, mas entendem.
Já viram muitas palavras irem embora. Algumas retornaram tristes, outras mais felizes do que saíram. Enquanto isso, imaginam-se livres no coração e na mente de outra pessoa, e se vêem voltando tranquilas pro canto de onde vieram com a certeza da reciprocidade. "Eu te amo" foram embora. E voltaram. Voltaram e trouxeram junto um "também".

You May Also Like

0 comentários

Obrigada por chegar até aqui. Não vá embora sem dividir algo comigo.