A rima perfeita

by - janeiro 01, 2013



Reluzia como ouro numa tarde mórbida de domingo. Era possível brilhar tanto? Era como a luz no fim do túnel, o suspiro no fim de tudo.
As palavras que não foram ditas merecem ao menos ser escritas, eternizadas de uma forma que você possa saber, com prova documental, o quanto aquele dia mudou a minha vida.
Pouca gente acredita em dias que mudam vidas, em coisas que mudam vidas, em pessoas que mudam vidas. Pouca gente também acredita em almas gêmeas e pessoas feitas destinadas ao amor. E quer saber? Tudo bem. A vida inteira pouca gente acreditou em mim e olha só aonde estou hoje; no melhor lugar do mundo: ao seu lado. O melhor lar é seu abraço. É pra lá que eu sempre quero voltar no fim do dia. É nele que repousa a minha paz e o meu conforto absoluto. Não é preciso dizer mais nada.
Naquele dia fogos de artifício no céu apenas anunciavam o que a gente já sabia: era amor. Amor dos grandes, de proporções absurdas, de profundidade abissal. As borboletas voaram dentro do meu estômago e num tour pelo meu corpo me mostraram o efeito que o seu olhar causa em mim. Não é assim com todo mundo, não é assim com qualquer um. Mas você nunca foi qualquer um, você nunca foi todo mundo, não é mesmo? Você sempre foi mais. E não é presunção dizer.
Era inevitável que nossos olhos se cruzassem. Havia um imã entre eles, e entre os cantos do nosso sorriso, que insistiam em se abrir num gesto sutil.
Somos a rima perfeita, a poesia que sobreviveu à tecnocracia que Quintana falou. Era possível imaginar sintonia assim? Era. Imaginar sempre foi possível, mas talvez a gente não acreditasse que ela poderia um dia ser.... tão real. Delírio? 
A única coisa que se sabe é que sim, o amor ainda existe. O amor é possível. No meio dos aglomerados sociais onde é preciso desfilar uma imagem, vender uma pré-concepção e onde o que você é ou o que você ama pouco importa, onde o som ultrapassa a barreira dos pensamentos, eu te encontrei. Como podem dois desajustados, dois loucos, se encontrarem justo fora da sua zona de conforto? 
Não sei o que o destino estava pensando, mas agradecerei a ele todos os dias por ter pensado assim.

You May Also Like

0 comentários

Não vá embora sem deixar sua marca no meu universo.